A Traidora do Trono - Alwyn Hamilton

9 de mai de 2017
A Traidora do Trono - Alwyn Hamilton
Editora Seguinte
ISBN-13: 9788555340291
Ano: 2017
Páginas: 440
Classificação: 
Amani Al’Hiza mal pôde acreditar quando finalmente conseguiu fugir de sua cidade natal, montada num cavalo mágico junto com Jin, um forasteiro misterioso. Depois de pouco tempo, porém, sua maior preocupação deixou de ser a própria liberdade- a garota descobriu ter muito mais poder do que imaginava e acabou se juntando à rebelião, que quer livrar o país inteiro do domínio do sultão. Em meio às perigosas batalhas ao lado dos rebeldes, Amani é traída quando menos espera e se vê prisioneira no palácio. Enquanto pensa em um jeito de escapar, ela começa a espionar o sultão. Mas quanto mais tempo passa ali, mais Amani questiona se o governante de fato é o vilão que todos acreditam.
Resenha por Carol Teles:
Fico imaginando o que se passa na cabeça de uma autora como Hamilton. Que começa um livro contando uma história até que comum, mas que do meio para fim coloca elementos tão incríveis, que o leitor até esquece a temperatura serena das primeiras páginas. Ela fez isso com A Rebelde do Deserto, e voltou a fazer agora, com A Traidora do Trono.

Se você for um leitor desavisado, para agora o que está fazendo e vai ler a resenha do primeiro! Ou melhor, vai ler o primeiro! Acredito que se chegou até a resenha do segundo livro é porque leu o primeiro e quer saber qual o rumo da história. E ainda que pense que sinopses de segundos e terceiros livros não deveriam jamais existir porque elas revelam para caramba, garanto que nada do que a sinopse desse livro tenha lhe dito vai prepara-lo para o que vai encontrar aqui.

Não vou falar exatamente o que acontece porque, como disse, isso é trabalho da merda da sinopse. Mas vou passar para vocês as sensações que tive ao ler esse livro. Queria poder gritar de boca cheia onde exatamente eu me desesperei e comi as unhas, e as horas em que tive vontade de fechar a budega e ir dormir. Sim, isso também aconteceu comigo aqui, mas garanto que foram em momentos bem discretos.

O começo é lento. Na verdade ele te joga um monte de informações de coisas que aconteceram entre o primeiro livro e esse, e então te insere em como está a vida da protagonista no momento atual. Achei o recurso corajoso. Essa coisa de contar o que aconteceu sem mostrar pode ser cansativa, mas não me irritei. A autora tem essa mania de manter uma narrativa curiosa que deixa qualquer um preso.

Já citei várias vezes aqui que o deserto me chama. Pode ser uma coisa de outras vidas, ou viagem da minha cabeça psicopata. O fato é que livros e filmes que tenham o deserto como cenário vão me deixar vidrada. E se senti isso com o primeiro volume, esse me anestesiou. E olhe que ele tem bem menos do elemento deserto do que o outro! Mas acho que o problema era exatamente esse... a falta dolorosa que a personagem sente da areia é sentida até no leitor.

Tem um momento grande da história em que ela fica meio que confinada em um determinado lugar, e essas páginas para mim foram uma tortura. Queria saber das pessoas que estavam do outro lado do confinamento. Até que outros personagens incríveis aparecem – certo alguém que atravessa paredes – e quase me esqueci da outra vida. Rsrs

Olha, se eu disser que fiquei alucinada por esse livro como fiquei com o primeiro estarei mentindo. Não é isso. O primeiro me jogou no universo, esse me fez amadurecer nele. Entendem que são sensações diferentes? É como a ideia do se apaixonar, que é tão rápido quanto uma estrela cadente, e de amar alguém, que é uma paixão com muitas outras coisas. Eu me apaixonei por A Rebelde do Deserto. Eu amei A Traidora do Trono.

O final do livro te deixa desesperado pelo próximo, algo que a autora é mestre em construir. Tudo deixa um gosto de quero mais. Tudo deixa gosto, e fim de papo! Nada do sem sabor dos livros de fantasia que vi por ai. Isso aqui é uma série de responsa, e se vocês gostam de deserto e ainda não vieram para cá, tirem a bunda da merda da cadeira e venham ler! Tipo, agora!

Quase formada em Letras; quase formada em Biblioteconomia, sou altamente inquieta e tenho problemas em terminar coisas que comecei. Durmo pouco e com milhões de travesseiros. Sou chocólatra e passo parte do meu dia em uma Interprise ou Millenium Falcon porque meu filho vive no espaço. Perco-me na vida. 

0 comentários:

Postar um comentário

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

TERROR

Jantar Secreto - Raphael Montes
Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de...
Jogos Macabros - R. L. Stine
Conhecido mundialmente por seus livros de terror e suspense, com centenas de milhões de exemplares vendidos, R. L. Stine desponta no cenário da ficção juvenil pela genialidade na criação de enredos sinistros...
Psicose - Robert Bloch
O clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O livro teve dois lançamentos no Brasil, em 1959 e 1964...
Nosferatu - Joe Hill
Victoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...
O Vale dos Mortos - Rodrigo De Oliveira
Com passagens por Brasília, Estados Unidos, China e França, O Vale dos Mortos baseia-se na profecia de que um planeta intruso ao sistema solar, ao raspar por nossa...

FANTASIA/ POLICIAL

LEIA MAIS

ESPECIAIS ♥

Juntando os Pedaços - Jennifer Niven
Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar...
O Livro de Memórias - Lara Avery
Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível.E nada vai ficar em seu caminho — nem mesmo uma rara doença...
Simon vs. a agenda Homo Sapiens - Becky Albertalli
Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da...
Quando finalmente voltará a ser como nunca foi - Joachim Meyerhoff
Isso é normal? Crescer entre centenas de pessoas com deficiência física e mental, como o filho mais novo do diretor de um hospital...
Eu Te Darei o Sol - Jandy Nelson
Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia...

POLICIAL

LEIA MAIS